jump to navigation

Lei Antifumo… Constitucional ou não? setembro 9, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
1 comment so far

Um dos maiores embates travados dentro de bares, padarias, restaurantes e outros locais públicos é sobre a nova lei em tramitação nas camaras estaduais de vários estados, a lei que proíbe o ato do fumo em locais públicos, como os locais citados acima. Um dos dados que mais pesam para essa nova lei é o fato de que os gases tóxicos emitidos durante o fumo não prejudicam apenas o fumante, muitas pessoas não fumantes adiquirem poblemas respiratórios por conviverem com  pessoas fumantes. Segundo pesquisas realizadas, os fumantes e as pessoas que ficam próximas estão sujeitas a aproximadamente 43 substancias comprovadamente cancerígenas, fora aquelas ainda que causam outras doenças.

O que mais impressiona é o fato de que cada vez mais os jovens tem aderido a esse hábito tão perigoso, basta sair um pouco as ruas e ver, jovens de 15 a 20 anos com cigarros na boca. Mesmo assim a quantidade de fumantes vem a decrescer, um bom exemplo está na cidade de São Paulo que conseguiu reduzir a quantidade de fumantes de 33% em 1993 para 24% em 2008.

Essa nova lei pode ser uma força a mais a diminuir esses números, uma vez que podem vir a constrangir fumantes e os levarem a parar com o vício. Apesar de parecer inconstitucional, 90% dos brasileiros são a favor dessa lei, fumantes ou não.

Bem, deve-se pensar um puco de que se você e fumantes e quer acabar com sua saúde, acabe com ela sozinho, por que a pessoa ao teu lado quer viver bem, então ame ao próximo!

Tráfico de drogas: Problema crônico, ou existe solução? agosto 17, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
2 comments

Concerteza o tema desse tópico deve passar muitas vezes pela cabeça dos nossos gorvernantes (os honestos é claro). O tráfico de Drogas tem sido crescente a cada ano, movimentando milhões de reais e matando milhares de pessoas, o que fazer? Como resolver esse problema. O verdadeiro problema está no usuário, regra simples do mercado capitalista: Enquanto houver público, haverá venda; Resumindo: Enquanto houverem pessoas comprando drogas, haverá o tráfico.

Esse caso é mais profundo do que se aparenta, coloca-se o fardo em cima dos problemas sociais, étnicos, economicos, mas na verdade, se totalizarmos todos os usuários de drogas, encontraremos pessoas de várias classes sociais, de vários grupos étnicos, e de vários países. Não existem soluções que acabarão de vez com o problema. Vários são os motivos para a pessoa entrar no mundo das drogas, se você acabar com um, surgiram outros! Mas então o que fazer para solucionar esse problema? Legalização.

A legalização e a forma mais simples de acabar com o tráfico de drogas. Vamos nos infiltrar um pouco na história, como por exemplo a dos Estados Unidos da década de 20, quando o governo proibira a venda de produtos alcóolicos, rapidamente surgira um grande Império do Alcool, exatamente como o tráfico de drogas que vemos hoje, quando a bebida foi novamente legalizada, todo o império caiu e o governo pode ter um maior controle na venda dos produtos alcóolicos. Trazendo o problema novamente aos nossos dias, com uma legalização das drogas, o governo poderá ter um controle melhor do produto, e garantir pelo menos uma melhor qualidade (no crack são encontrados até pedaços de vidro), o que fará com que os traficantes não possam competir com grandes industrias legalizadas da droga.

Mesmo assim temos que pensar nas pessoas, e fazer toda uma campanha de concientização contra o uso de drogas, assim como é feita contra o tabaco, levando a pessoa pensar um pouco mais antes de usar. Uma legalização poderia salvar milhares de vidas, tendo em vista quantos morrem por ano vitimias de overdose, ou ainda vítimas dos traficantes.

O problema que talvez possa surgir seria a pirataria de drogas, é amigos a coisa aqui no Brasil realmente é complicada, mas vamos deixar essa coisa de pirataria para uma próxima postagem.

Lixo nosso lixo! agosto 16, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
1 comment so far

O brasileiro é um aproveitador! Não digo isso no sentido pejorativo da expressão, mas sim no sentido do aproveitamento do que compramos. O lixo do brasileiro é considerado um lixo pobre, pois o que se é jogado fora, realmente não tem mais valor significativo de utilização. O brasileiro aproveita bem de tudo o que possui, porém mesmo assim, milhões de toneladas de lixo ainda podem ser aproveitadas. É o que fazem os catadores de lixo, que aproveitam tudo aquilo, que não se dá proveito (anbíguo mas correto).

A reciclagem no Brasil em comparação a países desenvolvidos, tem elevados índices, isso tudo graças as indústrias. Um grande exemplo são as industrias de bebidas, que aproveitam suas garrafas pet (apesar de ainda ver-mos muitas em lixões), e garrafas de vidro. A redução de custos é um dos fatores que mais enchem os olhos de empreendedores na questão da reciclagem (ainda mais em um pais com elevadas taxas de impostos).

O que me faz pensar muito, é que se o Brasil, é considerado como elevador em padrões de aproveitamento (tando de lixo, quanto do que compramos), e mesmo assim vemos tanto lixo que ainda pode ser utilizado jogado em vias, rios, entre outros lugares, imagino como deve ser em países que não tem essa ‘qualidade’. Fácil de analisar, basta lebrar-mos de declarações de modelos que eram catadores de lixo em outros países no inicio de suas carreiras. Segundo algumas brasileiras, já se foi encontrado até bolsas de grife em lixos europeus. Duro de acreditar!

Apesar dos pesares, é bom saber que nosso país está caminhando bem, mas ainda se falta muito a fazer, e a coleta seletiva pode ser uma questão a ser pensada. Separar o lixo facilita, e muito, a sua reciclagem. Mas para isso serão nescessários grandes investimentos em usinas de reciclagem e afins. Pena que nossos governantes preferem fretar aviões para familiares com nosso dinheiro.

F1: Mais tragédia para brasileiros. julho 26, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
add a comment

Quem nunca vibrou com uma vitória de Ayrton Senna? Quem não se emocionava após a cada vitória, Senna levava a bandeira do Brasil a dar uma ‘volta’? Que não sentiu vontade de chorar com a morte desse grande ídolo brasileiro?

É e a F1 faz mais uma vítima, não totalmente trágica, mas lastimante, Felipe Massa. Piloto arrojado, que muitos acreditam que possa ser o sucessor de Michael Schumacher na Ferrari, mas será que essa previsão se tornará real?

O que se pode dizer ante as informaçães passadas é a maior controvérsia. Médicos dizem que ele ainda corre algum risco, já o médico Gérard Saillant, da FIA , diz o contrário, que ele está fora de perigo. Seja como for, ao ser retirado do cockpit daquela ferrari, ele corria um sério risco de vida.

Segundo informações Massa teria sido atingido por um pedaço de mola que se soltara to carro de Rubens Barrichello. A peça estava a 280 km/h antes de atingir a cabeça do brasileiro, não é nescessário ser nenhum físico para ter noção da força do impacto.

Bem, resta-nos a esperança que tudo acabe bem, e que quem sabe futuramente possamos ter um outro Ayrton Senna, que não termine com um final trágico.

Melhoras futuro pai e idolo de F1 Felipe Massa!

Mas afinal por que Mundo Indireto? julho 24, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
add a comment

Já ouviu falar na espressão o mundo dá voltas?

Bem justamente por causa dessa ‘complicação’ que o mundo nos oferece, tive a ideia de por o nome no blog de Mundo Indireto! O mundo não é só indireto na vida das pessoas, mas também nos fatos que ocorrem nas mesmas. Seja no ramo da político, social, pessoal, sempre vemos as coisas serem resolvidas de uma forma um tanto que indireta… Por exemplo, a burocracia que enfrentamos as vezes para tirar um documento, sendo que poderia ser feita de uma forma muito mais ágil, se o processo fosse um tanto que… direto…

Não podemos mudar muita coisa, por que o mundo realmente e Indireto, e temos que aprender a lidar com as coisas, mas podemos sempre fazer uma análise crítica das coisas, e é isso que propomos junto a este blog.

Acompanhem!

Hello world! julho 24, 2009

Posted by Rennus in Uncategorized.
1 comment so far

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!